RSS

Sobre a autora

Publicitária, Pós-graduada em Marketing e Gestão de Negócios.

“O que eu sou é o que me faz viver”. (Shakespeare, Henrique III)

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Agora me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… plenitude. Quando me amei de verdade, percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é saber viver. Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de… amadurecimento. Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não foi saudável: pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse pra baixo. De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama… amor próprio. (Charles Chaplin)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: